A Academia Britânica de Artes da Televisão e Cinema revelou nesta quarta-feira os indicados ao BAFTA TV Award. Emma Mackey foi indicada na categoria de Melhor Atriz em uma Série de Comédia por seu papel como Maeve Wiley na segunda temporada de Sex Education. No total, a série recebeu seis indicações.

Essa é a primeira vez na carreira em que Emma é indicada a uma premiação. O BAFTA TV acontecerá em 6 de junho.

Melhor Atriz em uma Série de Comédia

Aimee Lou Wood – Sex Education
Daisy Haggard – Breeders
Daisy May Cooper – This Country
Emma Mackey – Sex Education
Gbemisola Ikumelo – Famalam
Mae Martin – Feel Good

Melhor Ator em uma Série de Comédia

Charlie Cooper – This Country
Guz Khan – Man Like Mobeen
Joseph Gilgun – Brassic
Ncuti Gatwa – Sex Education
Paul Ritter – Friday Night Dinner
Reece Shearsmith – Inside No.9

Figurino

Rosa Dias – Sex Education
Jacqueline Durran – Small Axe
James Keast – Belgravia
Amy Roberts – The Crown

Design de Produção

Helen Scott – Small Axe
Joel Collins – His Dark Materials
Matt Gant, Megan Bosaw – Gangs of London
Samantha Harley, Alexandra Slade – Sex Education

Escalação de Elenco – Roteirizado

Gary Davy – Small Axe
Lauren Evans – Sex Education
Shaheen Baig – The Third Day


Fonte: BAFTA

Eiffel, filme francês estrelado por Emma Mackey e Romain Duris fará sua estreia no cinema francês em maio e como forma de divulgação a revista francesa Première dedicou a nova edição para o longa com novas fotos do filme e também entrevistas com o elenco. Confira abaixa a tradução da entrevista da Emma e as fotos em nossa galeria:

Se Eiffel leva o nome do criador da famosa torre, este filme se apoia em dois pilares: Gustave Eiffel e Adrienne. O engenheiro e o amor de sua vida, que o destino recolocou em seu caminho vinte anos depois de um término do qual ele nunca se recuperou. Basta uma cena, ou mesmo uma simples tomada, para entender o talento que a atriz que interpreta Adrienne entrega nesse papel, nessa dupla e nesse filme. Seu rosto é mundialmente famoso, mas Eiffel trará outra coisa para Emma Mackey: o reconhecimento do cinema francês e uma verdadeira metamorfose.

Do estilo punk com piercings e cabelo rosa em Sex Education à uma jovem de boa família vinda de Bordeaux com um francês perfeito. Ambas, no entanto, compartilham uma coisa em comum: um temperamento rebelde, um desejo de sair da caixa ou mesmo explodi-las.

“A proposta para esse filme veio na hora certa”, diz Emma Mackey alegremente ao telefone durante as gravações da terceira temporada de Sex Education. “Meu desejo pelo cinema francês estava cada vez mais forte. E como poderia ser mais francês do que um filme da torre Eiffel?”

Nativa de Le Mans, França (pai francês, mãe inglesa) passou a maior parte de sua vida lá. Mas é de fato através do Canal da Mancha que seu desejo de se tornar atriz se concretizou. “Quando criança, eu cresci assistindo filmes, séries, peças de teatro. Um dos meus avôs fazia teatro e uma vez por ano ele me levava para ver um musical. Eu adorava… mas sem pensar que um dia poderia fazer parte daquele mundo.” Mas na adolescência, tudo mudou. “Tudo começou com a ideia de que eu deveria deixar Sablé-sur-Sarthe para estudar literatura, para mergulhar na parte britânica da minha cultura.” A atriz foi para a Universidade de Leeds onde, paralelamente aos seus estudos de literatura clássica, teve as primeiras aulas de interpretação. “E lá, encontro pessoas que me fazem entender que este trabalho poderia ser para mim. Um professor teve uma influência decisiva no meu aprendizado e nas portas que abriram para mim”.

É graças a esse professor que ela encontrou um agente. Muito rapidamente, depois de um punhado de testes mal sucedidos, ela conseguiu o papel de Maeve Wiley em Sex Education. “Honestamente, eu não achei que tivesse uma chance. Eu era o oposto do papel na minha idade e na minha aparência. Eu estava indo para este casting para aprender.”

No processo, Emma Mackey recebe muitos papéis de personagens como Maeve, os quais ela recusa. “Lógico, ninguém me conhecia. Você poderia acreditar que eu era aquela personagem.” É da produtora francesa Vanessa van Zuylen que sairá a proposta com a qual ela sonhou. “Eu queria me reconectar com a minha parte francesa. E o que poderia ser melhor do que esse intenso papel de uma mulher que é curiosa e ávida pela vida?” Sua primeira experiência em francês. “No início, fiquei apreensiva. Depois de três anos em imersão na Inglaterra, me perguntei se ainda sabia falar francês perfeitamente. Como na minha cabeça, a garotinha da série da Netflix que caiu no meio dessas pessoas que tem feito filmes há anos tinha que provar alguma coisa. Mas esse medo rapidamente desapareceu. A única coisa é que a musicalidade é diferente. Para quem tende a falar vitem, eu tenho que gastar mais tempo quando falo em francês.”

Este ano será um ano e tanto para a carreira de Emma Mackey, porque além de Eiffel, ela estará na terceira temporada de Sex Education e também no filme Morte no Nilo de Kenneth Branagh [que foi adiado para fevereiro de 2022). Agora, ela está se preparando para se tornar Emily Brontë no filme Emily de Frances O’Connor. Sua ascensão ao estrelato apenas começou. “Essa menina é a semente de uma Meryl Streep”, garante Vanessa van Zuylen. Compartilhamos totalmente de sua intuição.


Fonte: Première Magazine
Tradução & Adaptação: Equipe Emma Mackey Brasil

Categorias: Eiffel Entrevista Filme

Com a estreia de The Winter Lake em formato digital na semana passada, Emma Mackey concedeu uma entrevista como forma de divulgação do filme para o site Evening Standard. A atriz respondeu perguntas referentes ao que ela mais gosta em Londres. Confira:

Casa é…

Sou do sul de Londres e sempre serei mas acabei de me mudar para a área de Camden.

Onde você fica em Londres?

Eu prefiro o Airbnb ou ficar na casa de amigos, mas passei uma noite na Artist Residence em Pimlico ano passado, que foi adorável.

Em quais lojas você confia?

Adoro Brixton Village e o mercado de plantas, comida e bebida, gravuras e vinil. Estou ansiosa para conhecer Londres novamente após o encerramento do lockdown – tenho muito mais para explorar.

Qual foi a melhor refeição que você já comeu?

Vanilla Black, que infelizmente fechou; tinha a comida vegana e o vinho mais incríveis. Eu também recomendaria Eldr na Pantechnicon – fui lá com minha melhor amiga um pouco antes do lockdown e foi incrível.

Onde você recomendaria para um primeiro encontro?

Uma caminhada ao redor do Borough Market e depois ao longo do Tâmisa até South Bank, adoro esse lugar. Então você pode pegar uma bebida no Gordon’s Wine Bar em Embankment – não há sinal de telefone, pois é subterrâneo, então é um ótimo lugar para ter uma conversa adequada.

O londrino mais icônico?

David Bowie. Também minha amiga Cesca, também conhecida como Lil C.

Qual é o seu segredo de Londres?

Se eu te contar, meio que frustra o sentido de que seja um segredo. Porém, La Bodega Negra no Soho é um lugar bacana para tomar um drink. Você não ouviu isso de mim.

O que você está fazendo no momento para o trabalho?

Estou terminando a terceira temporada de Sex Education e começando a me preparar para o próximo filme que vou fazer, chamado Emily.

Se você pudesse comprar qualquer prédio em Londres e morar lá, qual seria?

Há um loteamento secreto no sudeste de Londres que tem as mais incríveis vistas panorâmicas da cidade. Eu provavelmente compraria um pequeno pedaço de terra bem no topo da colina e moraria feliz em um galpão ou em uma casa minúscula que eu mesmo faria. Alternativamente, talvez o V&A. A biblioteca de lá é um dos meus lugares favoritos.

O que você coleciona?

Plantas. Tenho oito até agora em meu pequeno apartamento, mas estou muito animada para aumentar minha coleção. Também meus livros, vinil e especiarias, se isso contar.

Qual é a sua obra de arte favorita em Londres?

Acho impossível ter um favorito de qualquer coisa, mas lembro-me de ir à Tate Britain há alguns anos e ver Carnation, Lily, Lily, Rose de John Singer Sargent pela primeira vez e ficar ali parada olhando para ele por muito tempo. Achei muito calmante.

Qual foi a última coisa que você pesquisou no Google?

Requisitos de viagem para a França, tentando planejar quando voltar para lá. Tenho saudades do meu parceiro e do meu país de origem!


Fonte: Evening Standard
Tradução & Adaptação: Equipe Emma Mackey Brasil

Categorias: Entrevista

Com o lançamento para março no formato digital, The Winter Lake, filme de suspense estrelado por Emma Mackey, ganhou seu primeiro trailer divulgado pelo IMDb. Confira:

The Winter Lake conta a história de um adolescente que após fazer uma descoberta sombria em um lago sazonal, descobre a verdade sobre seus vizinhos, um pai e uma filha que guardam segredos sinistros.

22 de janeiro de 2021
Post publicado por equipe embr

O site Flickering Myth divulgou com exclusividade um novo pôster de The Winter Lake, filme estrelado por Emma Mackey e Anson Boon. Confira em nossa galeria:

The Winter Lake terá sua estreia no formato digital em 15 de março no Reino Unido.



Desenvolvido por Maria Nunes & Uni Design | Todos os direitos reservados - EMBR © 2021